DAX a esforçar-se para ir fechar o gap

Apesar de o Brexit continuar a dar que falar, as bolsas têm vindo a recuperar grande parte do terreno que perderam na sexta-feira negra. Havia indícios, que se vieram depois a confirmar, que aquela vela poderosa apontaria para esgotamento de movimento. Parece estar a confirmar-se a recuperação, com a activação durante esta semana de um padrão de inversão no gráfico diário.
  Se nos basearmos na projecção deste padrão de inversão para tentarmos antecipar o movimento seguinte, o target parece ser na zona dos 10134 pontos. Realista, e ainda assim não totalmente optimista. A cumprir-se esta projecção, teríamos a cotação a procurar a parte superior do gap, que deverá agora servir como forte resistência.

Se fizermos um pouco de zoom out a este movimento de curto prazo, vemos que de Abril para cá o movimento tem vindo a ser de lateralização descendente. É verdade que a cotação tem andado equilibrada dentro de um range relativamente limitado de preço, mas temos já 3 mínimos relativos consecutivamente inferiores ao anterior e, mais revelador, três máximos relativos consecutivamente inferiores ao anterior. Tendência de médio prazo, portanto, descendente.

Ora, em que ficamos, portanto, em termos de efeitos práticos da leitura do gráfico? Na minha opinião, continuam os sinais preocupantes no médio e no longo prazo. Haverá muito provavelmente a continuação do movimento ascendente de curto prazo, sustentado neste padrão de inversão no gráfico horário, mas parece-me que tudo apontará para que a cotação se fique abaixo da resistência. Anteciparia uma reacção até aos arredores dos 10200 pontos, e depois um novo movimento descendente com quebra em baixa dos 9200. Para que este meu negativismo seja superado, a minha exigência é simples: basta que o índice ultrapasse em alta a zona de resistência situada entre os 10275 e os 10300 pontos.

P.S.: Como terão já reparado, nas últimas semanas ando mais ausente. É motivada a ausência pela força de ter de entregar a minha tese até ao final deste mês. Ficarei por isso um pouco mais afastado, mantendo a escrita em modo cruzeiro durante o período de verão. Espero depois regressar finalmente em força, já sem tantos condicionalismos pessoais.

Etiquetas: