Energia - Galp sobe lenta mas convictamente

A última análise no sector da energia toca à Galp, que tem vindo a acompanhar a subida do preço do petróleo de uma forma bastante convicta. Já o sabemos, a correlação é grande e enquanto a matéria-prima subir a Galp deve acompanhar. Como eu continuo bastante optimista no petróleo, não poderia ter uma visão muito diferente relativamente à Galp. Apesar de se aproximar agora de uma forte zona de resistência, que provocará eventualmente uma retracção, nada para já parece levar a indicar que se dará uma inversão de tendência. Esta inversão seria sinalizada pela quebra em baixa dos 10,4€. Uma grande distância ao stop, razão pela qual seria positivo assistirmos a uma retracção nesta zona. Uma retracção, ou uma consolidação, permitiriam ao título obter o fôlego necessário para mais um avanço.

No que ao gráfico horário diz respeito, queria salientar duas coisas: em primeiro lugar, neste timeframe a consolidação já começou. Nota-se uma lateralização em forma de rectângulo, cuja quebra poderá projectar o preço no sentido da quebra da resistência no gráfico diário. Em segundo lugar, como já tive oportunidade de referir algumas vezes, a Galp é para mim dos melhores títulos Portugueses para fazer negociação de curto prazo baseada em análise técnica. O gráfico horário tem mostrado nos últimos anos um rigor considerável, e a liquidez é suficiente para o efeito. Note-se o arranque após activação de um padrão de inversão, e a linearidade com que tal aconteceu. Para já, ficamos então à espera para vermos o que acontece junto a este ponto de lateralização. Se uma quebra em alta pode significar a quebra de resistência no gráfico diário, a quebra em baixa deve representar a tal correcção, que pode trazer o preço até à zona dos 11€. Esperemos então, atentamente.



Etiquetas: